Loja digital ou loja física: saiba qual modelo é o ideal para você

22 de novembro de 2021

Escolher entre uma loja digital ou loja física é um dos grandes questionamentos de quem pretende abrir um negócio nos dias de hoje. Uma situação quase que impensável há alguns anos, com o modelo digital sendo até então algo novo no mercado.

Publicidade:

Com o passar do tempo, as tecnologias de acesso à internet evoluíram, tornando-se cada vez mais práticas, além de mais acessíveis, com os aparelhos de celular se tornando o principal dispositivo no que envolve a comunicação digital.

E com um público cada vez mais conectado, não demorou para que ele se adaptasse a essa realidade digital, usando desse ambiente para as mais diferentes cidades do seu cotidiano, como realizar transações bancárias ou se comunicar com outras pessoas.

Visualizando esse novo comportamento social, o mercado também se adaptou a esse novo cenário digital, com a proliferação cada vez maior dos comércios digitais, que fornecem os seus produtos e serviços através de uma plataforma digital.

Publicidade:

Permitindo que alguém em busca de uma fechadura digital porta de vidro, para automatizar o sistema de segurança da sua casa, conseguisse realizar essa compra direto da sua casa. Melhor, diretamente do seu celular, enquanto se encontra sentado no sofá.

E isso só é possível graças a esse avanço tecnológico, junto da adequação do mercado a essa nova realidade conectada, indo ao encontro do consumidor onde ele estiver, aumentando assim a sua relação com seus clientes, fora o seu nível de lucro.

Pois ao oferecer alternativas diferenciadas de compra, um empreendimento passa também a contar com uma maior probabilidade dessas aquisições serem completadas.

Garantindo assim que um usuário que digite no seu navegador por “tinta epóxi preço“ não só seja direcionada ao seu resultado procurado, como também seja possível para ele completar essa compra diretamente do dispositivo que realizou essa pesquisa.

Publicidade:

Mas também não é como se o mercado de loja digital tivesse substituído completamente o comércio presencial, sendo necessário inclusive saber qual tipo de modelo melhor se adequa ao seu negócio.

No que melhor se adequa o mercado físico e digital

A diferença entre esses dois modelos de negócio faz com que os novos empreendedores tenham que tomar uma grande decisão já no momento de abrir o seu empreendimento, assim como empresas tradicionais tinham que estudar sobre novas possibilidades.

Pois o futuro de uma empresa depende muito da forma com que ela se adapta às necessidades do seu público, e no mercado atual, muitas vezes isso significa modificar toda a sua forma de atuação, passando a trabalhar com o citado formato digital.

Muitas vezes essa adaptação está presente não somente na maneira com o qual um administrador resolveu comercializar os seus produtos, como um fornecedor de calha galvanizada que passa a oferecer essa venda também de forma online.

Publicidade:

Algumas vezes essa adaptação está presente na própria concepção dos seus serviços, como uma instituição de ensino à distância, que graças ao seu caráter completamente digital, vê nesse tipo de modelo a única opção viável para oferecer os seus serviços.

Porém, mesmo com todas as atualizações que o ambiente digital oferece, existem muitas formas de comércio que seguem a se aproveitar do modelo tradicional físico, em alguns casos sendo a única forma possível de oferecer os seus serviços.

Afinal, não existe como oficina mecânica realizar o seu trabalho pela internet, o que não significa que esse estabelecimento não pode adotar algumas ferramentas digitais, como a possibilidade de agendar uma manutenção do seu carro  em uma data específica.

Existem também as situações onde esse dois modelos, o físico e o digital, podem se complementar em uma empresa, como uma loja de materiais para reforma em casa, que pode comercializar uma furadeira parafusadeira elétrica em seu site e em suas lojas.

Logo, para saber a fundo qual o tipo de modelo melhor se adequa aos seus negócios, é importante conhecer as vantagens e desvantagens de cada uma dessas variedades.

As características do mercado físico e digital

Fora a variedade de setores ao qual um empreendimento pode se encaixar, hoje os novos empresários precisam pensar também sobre qual será o modelo de negócios a ser adotado em seu novo projeto, sobre qual deles será melhor para os seus serviços.

Vantagens do comércio físico

O mercado presencial, conhecido como o tradicional método de comercialização de um produto, não se mantém presente até os dias de hoje por nada, sendo uma oferta de produtos e serviços clara entre as empresas e seus clientes, oferecendo benefícios como:

Maior contato com o público

Diferentemente da distância do comércio digital, na modalidade física sempre haverá uma maior aproximação entre o comerciante e o seu público, destacando o elemento humano presente nessa negociação.

Principalmente se for um cliente constante, no qual o gerente desse estabelecimento já conhece os hábitos de consumo desse indivíduo, podendo oferecer as opções que melhor se adequem ao estilo e aos interesses desse cliente.

Apreciação do produto

Outro ponto positivo do mercado físico é a possibilidade do cliente poder verificar pessoalmente a qualidade e as características de um armário de aço 2 portas antes de comprá-lo, averiguando se ele combina com a decoração da sua cozinha.

Desvantagens do comércio físico

Mas nem tudo é positivo no mercado tradicional, com a popularidade do modelo digital crescendo justamente por resolver alguns problemas tanto para os clientes como para os gestores de um empreendimento, a começar pelo:

Deslocamento do cliente

Em uma loja física o cliente precisa se dispor a ir até a localidade de uma loja caso queira consumir, sendo necessário enfrentar a distância e o trânsito nada agradável, quando esse indivíduo se encontra em uma grande metrópole.

Uma franquia com diversas lojas espalhadas pelo território pode até ajudar o cliente, estando em vários pontos diferentes, mas em alguns casos, é possível que esse indivíduo desista da sua compra por causa da sua distância até uma loja específica.

Manutenção física da loja

Por mais que afete o público, esse é um problema específico dos administradores de um negócio, que precisam frequentemente custear a manutenção dessas lojas, fora os gastos mensais relacionados, como a conta de luz, de água, aluguel da loja, entre outros.

É preciso contar também com os gastos associados à segurança desse estabelecimento, com a instalação de câmeras, sistemas de vigilância e implementação de uma reforçada porta de enrolar, para garantir a proteção da sua loja contra possíveis criminosos.

Benefícios do comércio digital

Esses problemas, e alguns outros a mais, não estão presentes na modalidade digital de um negócio, tornando-os mais interessantes para os seus administradores, contando então com uma série de vantagens, tais como:

Maior praticidade de vendas

Por ser um modelo descentralizado, as lojas virtuais podem ser acessadas pelos seus clientes a partir dos mais diferentes dispositivos e também pelos mais diferentes pontos e horários, trazendo diversas facilidades para o consumidor em questão.

Comparação de preços

Antes de realizar uma compra é comum ao cliente fazer uma pesquisa de valor, de forma a descobrir o alvejante sem cloro preço, pesquisando pelo melhor custo-benefício fornecido por um supermercado.

Com a loja digital essa comparação se tornou mais prática de ser realizada, com o consumidor contando também com plataformas exclusivas para esse serviço de comparação de preços, levando-o o usuário para a melhor opção disponível no mercado.

Limitações do comércio digital

Apesar das vantagens que apresenta ao público, o mercado de loja digital ainda não consegue oferecer algumas soluções específicas de compra aos seus usuários, e em certos casos é até impossível resolver tal questão como:

O uso de dinheiro vivo

A popularidade das transações digitais vem facilitando o trabalho das empresas digitais, no entanto, existe uma boa parte da população, principalmente de maior idade, que prefere realizar suas compras através do dinheiro físico.

Cédulas essas que se tornam pouco úteis no mercado de loja digital, com a única opção mais favorável nesse sentido, seja a impressão de um boleto, ao qual o cliente pode pagar com dinheiro vivo no banco, mas não é uma atividade muito prática ao mesmo.

Tempo de entrega

As lojas digitais vêm trabalhando com serviços de entrega cada vez mais otimizados, oferecendo entregas ágeis, contudo, quando o cliente se encontra em pontos mais afastados, esse tempo acaba por se expandir.

Diferentemente da compra presencial, na qual o cliente passa a instantâneamente ter acesso ao produto adquirido em uma loja, saindo dali já com ele em mãos, sem a espera dos serviços de entrega.

É possível adotar ambos os modelos?

Diante dessas vantagens e desvantagens dos dois modelos citados, existem algumas situações onde é mais interessante a um gestor adotar os dois modelos de negócio ao mesmo tempo, implementando seu empreendimento.

Passando então a contar com uma série de benefícios provenientes dos dois formatos, como:

  • Inclusão de vários públicos;
  • Maior prestígio a sua marca;
  • Mais opções de compra aos clientes;
  • integração dos serviços.

Uma complementação que pode ser vista em restaurantes, mas também em mercados mais segmentados, como um serviço de automação home theater, onde a compra pode ser feita tanto nas lojas digitais, como nos estabelecimentos físicos.

Trazendo assim mais opções de consumo ao seu cliente, garantindo assim uma maior probabilidade de compra por parte dele.

Sendo assim, com base nas vantagens e desvantagens citadas de ambos os modelos, cabe a um empreendedor não só saber qual dos dois melhor se integra aos seus objetivos, e também conhecer a situação no qual a complementação de ambos pode ser mais positiva.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Copy link
Powered by Social Snap