Design responsivo x design mobile: você sabe a diferença?

11 de outubro de 2021

Design responsivo x design mobile: você sabe a diferença?

Muitas vezes o design responsivo e o design mobile podem ser confundidos e gerar dúvidas àqueles que desejam a implementação de seu site com sucesso, bem como dentro de padrões favoráveis ao consumidor.

Publicidade:

Pensando nisso, neste artigo te explicaremos o que são esses dois tipos de design, quais suas aplicações e vantagens e, por fim, as principais diferenças.

Design mobile: entenda mais sobre

Este tipo de design é projetado exclusivamente para abertura do site em aplicativos móveis, com padrões de tamanho preestabelecidos e fixos. Para adoção deste design, devem ser obedecidos os princípios básicos de usabilidade na interface:

  • Capacidade de aprendizagem (Interface de fácil aprendizagem ao usuário);
  • Eficiência (rapidez para execução de tarefas básicas);
  • Memória (atividades de fácil memorização aos usuários);
  • Erros (o mínimo possível);
  • Satisfação (proporcionar um layout agradável e satisfatório).

Como exemplo, se você projeta um programa pizzaria delivery deve ter em mente seu público-alvo e as interações que este fará no aplicativo. Geralmente, pessoas com fome buscam formas rápidas de resolvê-la.

Publicidade:

Sendo assim, a interface do mobile design deve conter leveza nas imagens, para um carregamento rápido, poucas informações bem distribuídas e mecanismo intuitivo para compra, a fim de facilitar o processo.

Os usuários de aplicativo são exigentes e buscam na interface uma justificativa para o tempo gasto com o ato de baixar no aparelho móvel. Buscam compensar o tempo, considerado perdido, com interações e carregamento rápidos dentro da interface.

Segundo pesquisas feitas, 75% dos usuários que encontram um aplicativo com interface de difícil compreensão ou mal elaborado, o excluem após o primeiro uso.  

Neste sentido, a contratação de serviços de desenvolvimento de software pode ajudar na construção de uma interface otimizada aos aparelhos móveis, permitindo obtenção de resultados condizentes com o que o público-alvo espera.

Publicidade:

Podemos dizer, inclusive, que as principais características e também vantagens deste tipo de design são:

  • Portabilidade;
  • Adaptabilidade;
  • Avaliabilidade;
  • Usabilidade;
  • Facilidade de conhecimento;
  • Entre diversos outros fatores.

Se você possui um sistema de monitoramento em nuvem e tem aplicativo para fornecimento de seus serviços, troca de mensagens com o cliente e solicitação de novas atividades, este deve ser pensado sob a ótica do consumidor.

O cliente deseja armazenar arquivos que recebe por aplicativos de mensagens. Para isso, você pode pensar em uma interface que permita que o cliente arraste o arquivo a ela ou que reconheça o arquivo e automaticamente o armazene.

Design responsivo: entenda mais sobre 

Este tipo de design é considerado mais flexível que o anterior e consiste em uma interface altamente adaptável a todo tipo de aparelho em que se deseja reproduzir o site. Possui margens de figuras não preestabelecidas, tornando-as moduláveis.

Publicidade:

Os sites com este tipo de design possuem 3 principais características: consultas de mídia, redes fluidas e visuais flexíveis. Para facilitar, explicamos um pouco sobre cada uma:

Consultas de mídia

São condições autorizadas pelo usuário antes da instalação do aplicativo, que permitem ao administrador a consulta aos dados da mídia do aparelho, alterando o design do app, aproximando-se de uma personalização.

Por exemplo, se a pessoa baixa um aplicativo do seu curso de design gráfico ead, e este identifica uma paleta de cores quentes nas fotos da mídia do aparelho, a interface pode ser alterada para estes mesmos tons, familiarizando o consumidor.

A sensação de familiarização com o aplicativo é o que poderá reter o usuário, contribuindo para os acessos futuros e evitar uma possível desinstalação imediata.

Redes Fluidas

Uma característica importante das interfaces responsivas é a existência de grades fluidas, ou seja, que se adaptam conforme o tamanho da tela na qual estão sendo exibidas.

Isso confere uma aparência consistente ao site, independentemente do meio pelo qual a pessoa deseje acessá-lo. Além disso, passa uma imagem de profissionalismo acerca da criação do site.

Se você tem um software de inteligência artificial, um dos aspectos principais a serem notados pelo usuário é a adaptabilidade nas telas. Não faria sentido ter um software desse que não é capaz de se adaptar, e você perderia credibilidade. 

Visuais Flexíveis

Segundo dados de uma empresa americana que pesquisa sobre aparelhos móveis, existem aproximadamente 8,48 bilhões de eletrônicos em modelos exclusivos (com suas próprias especificações) no mundo.

Desta forma, o desenvolvimento de visuais flexíveis que ornem com as grades adaptáveis se tornou uma obrigação dentro dos designs do tipo responsivo, tendo em vista a necessidade de adaptação e manutenção da consistência.

Boas práticas do design responsivo

As principais boas práticas dentro do design responsivo, a fim de construir um site de qualidade, são:

  • Priorização na criação do layout para mobile (para telas pequenas);
  • Uso de elementos leves e flexíveis (como imagens não tão pesadas);
  • Priorização da velocidade do site (redução do tempo de carregamento);
  • Testes de usabilidade (a fim de detectar possíveis erros).

Supondo que seu aplicativo tenha o título de “empresa de informatica SP” e você forneça serviços relacionados à manutenção de computadores e notebooks. Sua interface deve constar o título e imagens que remetem ao seu material de trabalho.

Contudo, essas imagens não devem ter dimensões pré-definidas. Isso evita que o cliente abra o site em dois aparelhos distintos e tenha uma estética e funcionalidade ruins em um deles em decorrência de não ser o padrão para o qual foi criado.

Benefícios do Design Responsivo

Agora que sabemos o que é o design do tipo responsivo, vejamos os seus quatro principais benefícios aos sites e aplicativos que o adotam!

1) Melhora do SEO (Search Engine Optimization)

O SEO é um conjunto de regras que você pode seguir para organizar seu site de modo a impulsioná-lo no aparecimento do topo dos sites de pesquisa. E assim, facilitar o encontro do seu potencial cliente ao seu produto.

A responsividade dos sites é um fator que contribui para o ranking das páginas nos sites de busca. Sites com essa característica apresentam somente uma versão em URL e estrutura em HTML facilitando aos buscadores sua indexação.

2) Única versão de site

Conforme explicado anteriormente, sites com design responsivo da interface possuem uma única versão URL e estrutura em HTML, facilitando aos sites de busca a apresentação, independentemente do dispositivo de acesso.

Essa característica te faz economizar dinheiro e tempo, uma vez que não precisa criar diferentes versões que se adaptam à maioria de um padrão de aparelhos desenvolvidos.

3) Gerenciamento mais fácil

As atualizações que você pode desejar empenhar em seu site ou aplicativo podem ser feitos apenas uma vez, porque só existe uma versão a ser alterada no design responsivo

Novamente, tem-se uma economia de tempo e dinheiro. Você não precisará de mão de obra especializada para atualizar diversas versões do site ou aplicativo, porque apenas uma é a existente.

4) Consciência de marca

Para os sites buscadores, a experiência do usuário tem muito valor, o que é verificado por meio das métricas próprias. Com design do tipo responsivo o cliente tem maior facilidade em acessar o que deseja e avalia melhor o site.

Deste modo, cria-se certa credibilidade e confiança repassadas ao cliente, que passa a ver o site ou aplicativo como uma ferramenta inteligente, como se uma pessoa estivesse ali te atendendo.

Suponhamos a seguinte situação: você é dono de uma empresa que presta serviços contábeis em São Paulo (SP) e tem um site para divulgação e relacionamento com os clientes.

Se você sabe da importância da interface para a marca e resolveu adotar o design do tipo responsivo, existem grandes chances de sua empresa se destacar no ramo, pela facilidade do acesso às informações em todo tipo de tela.

Contudo, se o design adotado foi do tipo mobile, você pode ter algumas inconsistências quando o cliente acessar o site no desktop, gerando certa insatisfação ou desconforto pela falta de adaptação.

Desta forma, outras empresas de contabilidade em SP podem ter vantagem competitiva em relação à sua. Para evitar que isso ocorra, você deve conhecer seu público-alvo para saber qual método de design é o mais favorável ao seu negócio. 

Conclusão

Conforme explicado aqui, o design de um site ou aplicativo tem muita influência sobre o método de interação dos consumidores com a empresa, bem como na experiência do usuário, que é de muito valor para os buscadores.

Ao passo que o design do tipo mobile necessita de diversas versões para atendimento aos distintos aparelhos de exibição, o responsivo exige apenas uma versão, devido sua adaptabilidade a todo tipo de tela.

Em relação à experiência do usuário, o design responsivo pode se sobressair, por ter uma característica mais fluida e consistente, passando maior credibilidade e confiança ao consumidor, pois tem elementos flexíveis e se adapta facilmente.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Copy link
Powered by Social Snap