Como lidar com cenários de crise utilizando ferramentas digitais?

28 de março de 2021

É verdade que cenários de crise como a pandemia que o mundo enfrenta desde o começo de 2020 são bastante desafiadores. Contudo, há alternativas para quem deseja continuar tocando seu negócio, como as ferramentas digitais.

Inclusive, há pesquisas que apontam para isso com a devida assertividade. Como um levantamento recente da Ebit|Nielsen, que demonstrou que só no primeiro semestre o e-commerce no Brasil já cresceu 47%.

Depois ele continuou crescendo, e agora já atingiu os 75% de aumento, o que significa mais de 45 milhões de novos compradores online. Em termos de dinheiro a circulação já passa dos 10 bilhões, o que não pode deixar de interessar às empresas.

Agora imagine quanto um negócio de TI, que desenvolve software para loja virtual, pode se beneficiar disso tudo, não é mesmo? Portanto, mesmo com a pandemia há nichos de mercado sobrevivendo, e alguns até crescendo em função dela.

Contudo, mesmo para esses o desafio é grande, até porque o Brasil tinha um índice pequeno de empresas digitalizadas. Outra pesquisa, essa da Abranet (Associação Brasileira de Internet), revela que menos de 40% tinham sequer um site próprio.

Além do mais, todo esse crescimento digital vem ao encontro de uma tendência das novas gerações, que são cada vez mais conectadas, informadas e exigentes. Hoje o cliente pode comprar qualquer produto ou contratar qualquer serviço com poucos cliques.

Basta pesquisar por algo como cápsulas compatíveis Nespresso preço nos grandes motores de busca para encontrarmos milhares de opções. Portanto, as empresas e marcas que não se adaptarem a essa nova realidade, acabarão ficando para trás.

Aí sim a pandemia se torna um desafio bem maior. Por isso decidimos escrever este artigo, trazendo vários conceitos bacanas e várias dicas práticas sobre como lidar com esse tipo de cenário utilizando ferramentas digitais.

O mais bacana é que, apesar de tudo, a maioria dos conselhos pode ajudar qualquer segmento ou nicho de mercado, seja uma empresa que lida com venda direta de produtos populares para o consumidor final, seja algo como serviços contábeis em SP.

Portanto, se você quer passar por essa crise sanitária e econômica sem deixar seu negócio para trás, aplicando algumas ideias que podem fortalecê-lo bastante perante a concorrência e o público geral, basta seguir adiante na leitura.

Primeiro passo: a digitalização da marca

Quando se fala em ferramentas digitais, fala-se, antes de tudo, em digitalização da marca. Ou seja, em marcar presença na esfera digital e na internet como um todo, independentemente de qual for a frente na qual a empresa acredita mais.

De fato, hoje há uma gama bastante variada de opções, seja como implementação da marca ou como estratégia de divulgação e marketing, de modo que não é possível que um negócio não encontre ao menos uma saída que tenha sinergia com ele.

Entre as principais alternativas e frentes de ação poderíamos incluir as seguintes:

  • Um site institucional;
  • Blogs e vlogs;
  • Marketing de conteúdo;
  • Motores de busca;
  • Marketplaces e plataformas;
  • Lojas virtuais próprias;
  • As mídias e redes sociais.

Assim, se o empresário trabalha com escola de aviação SP ZL, por exemplo, pode considerar que não faz sentido nenhum tipo de e-commerce ou venda direta pela internet. Ainda assim, ele poderia utilizar as redes sociais para promover suas aulas e eventos.

Além do que, no fundo ele poderia vender até mesmo as matrículas pela internet, no que acabaria criando uma espécie de e-commerce, com carrinho, formas de pagamento e tudo o mais que é típico desse tipo de comércio digital.

Outra solução seria participar de plataformas de venda coletiva, que lidam com grandes descontos sazonais que tendem a atrair muito mais gente. Elas são muito comuns para hotéis e restaurantes, mas nos últimos anos se disseminaram para todos os nichos.

Seja como for, o primeiro passo que a marca precisa dar para vencer a pandemia é esse de se tornar digital de algum modo, nem que escolha apenas um recurso como algo inicial, e só depois vá ampliando aos poucos.

Por que trabalhar atendimentos multicanais?

Se a empresa já tem, ou já tinha, uma presença online, então provavelmente ela vai precisar trazer inovações como modo de oxigenar seu negócio em meio à crise.

Já citamos algumas maneiras de fazer isso, e traremos outras adiante. Mas uma que sem dúvida pode fazer muita diferença é a de investir em atendimentos multicanais.

Uma inspiração para isso é o marketing 360 graus, que propõe uma presença em todos os canais possíveis (tanto online quanto offline, o que é bom devido às restrições de isolamentos social, que costumam oscilar de região para região do país).

Assim, o cliente passa a ter um suporte adequado tanto por e-mail quanto por telefone, tanto pelo chat do site quanto por mensagem SMS, e daí em diante.

Imagine as empresas de contabilidade na zona sul SP, cuja clientela pode ter passado por uma crescente de dúvidas sobre as regras de fiscalização do governo em meio à pandemia.

Seria de desejar que pudessem recorrer a qualquer um desses canais para tirar suas dúvidas e esclarecer os próximos passos, certamente.

Por isso, os atendimentos multicanais podem ser uma ferramenta poderosa em cenário de crise. Para garantir que todos eles funcionem de maneira harmoniosa e coerente, é ideal a marca reforçar sua identidade visual e verbal.

O poder da automação nisso tudo

Como vimos, se algumas empresas tiveram uma redução brusca e compreensível em termos de vendas e movimentação, outras tiveram aumento na demanda.

Por isso, outra dica sobre como lidar com essa crise toda é saber utilizar a tecnologia e a automação. Na verdade, essas iniciativas podem ajudar a administrar uma demanda crescente, assim como podem gerar novas oportunidades.

Um exemplo é o da automação de e-mail marketing, que unida ao marketing de conteúdo (falaremos mais sobre ele adiante) permite gerar novos leads e novas oportunidades.

Outro exemplo são os CRMs (Customer Relationship Management), que fazem a Gestão de Relacionamento com o Cliente. Eles são especialmente voltados para a criação do histórico dos leads desde o momento que entram no funil de vendas, até o fechamento.

Essas automações tendem a ser um divisor de águas em qualquer empresa. Se pegarmos, por exemplo, as melhores empresas de segurança patrimonial de SP, certamente as maiores vão ter um índice grande de automação e aplicação de TI.

São recursos assim que ajudam a otimizar os esforços, reduzir os gastos e ampliar os resultados, sobretudo em momento de crise e de contenção.

Como o marketing de conteúdo pode ajudar?

Acima falamos do marketing de conteúdo, realmente é preciso aprofundar nesse ponto. Se a internet como um todo representa algo alinhado às novas gerações, o marketing de conteúdo é, certamente, um dos principais motivos disso.

Trata-se da estratégia e da consciência de que hoje as pessoas já não aceitam uma relação mecânica e fria de compra e venda. Elas querem se relacionar com as marcas, buscando soluções que sejam como experiências marcantes.

Assim, as empresas devem criar conteúdos originais e relevantes que agreguem valor antes mesmo de a pessoa se tornar cliente. Um exemplo são os blogs, com artigos do tipo “10 motivos para contratar locação de mão de obra temporária”.

Mais recentemente essas estratégias evoluíram e já podem assumir vários formatos, como e-books, vídeos explicativos, podcasts e afins.

Um modo de fazer com que os conteúdos atinjam mais pessoas são os grandes buscadores, como Google, Bing e Yahoo, que exigem que você faça uma otimização de página para ser bem ranqueado nas buscas.

Marcar presença nas redes sociais também gera o mesmo efeito. Nos dois casos, ainda é possível investir em anúncios e impulsionamento, para aparecer para mais gente, obtendo um resultado acelerado.

Soluções mais práticas e imediatas

Além de soluções mais amplas, também há recursos práticos que podem impactar diretamente no alcance da marca e no aumento das vendas e resultados, como implementar ou ampliar um sistema delivery de entrega.

Só de anunciar algo assim no site ou nos perfis da empresa, certamente a demanda já vai dar um sinal de vida maior. Ao mesmo tempo, isso pode ser conciliado com a participação em plataformas online.

Hoje há aplicativos de celular voltados para todo tipo de solução, cuja inscrição é facilitada e já pode começar a gerar cotações e vendas no mesmo dia. Outro exemplo é o Google Meu Negócio, que é gratuito e tem ótimo impacto local.

Uma empresa que vende kit academia ao ar livre preço pode se inscrever gratuitamente, desfrutando até da tecnologia de geolocalização da plataforma. Assim, as indicações começam a ocorrer sempre que alguém pesquisa por algo assim na sua região.

Considerações finais

Tudo que dissemos acima deixa claro como é possível lidar com cenários de crise utilizando ferramentas digitais, tanto em sentido mais amplo, como o do atendimento multicanal ou do marketing de conteúdo, quanto com táticas menores e mais pontuais.

Com isso chegamos ao fim, certos de que as dicas dadas acima podem ajudar qualquer empresa a se manter e até crescer nesses tempos tão desafiadores.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Copy link
Powered by Social Snap